Quarta-feira, 28 de Março de 2007

Sou Feliz

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Música: Don't Dream it's over
Publicado por Lay Teixeira Lay às 14:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 26 de Março de 2007

MYSELF

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Spring is here again
Tender age in bloom
For meeting you I am glad
Therefore I do care
 
Care about you
But I’m so ugly
I'm a creep,
A non-interesting someone
 
I don't know  why
Self esteem !  I haven't got any.
I'm alone in the dark
Thinking of you
with my broken heart
 
I don't really know myself
Sometimes I wish I could
run away or disappear!
I'm a one in ten
 
For you I would do anything
Pity  you don't notice me
Maybe there is something in the way.
 
My love is deep
My love is blind, but I can see
You're always in my mind
Oh well! What ever Nevermind!!!
                                   28.Nov.95
                           MárcioCosta
 
Fim de tarde
As sombras crescem no meu quarto
Já sem nada para fazer
Aborreço-me e fico farto
 
Refastelado no sofá
Televisão acesa
Apenas olho, não raciocino
Sou um sedentário com os pés em cima da mesa.
 
Televisão apagada
Olho em volta, schh..., está tudo caladinho
Ninguém vejo, nada oiço
Estou simplesmente sozinho.
 
E o escurecer aperta
O silêncio entristece
Por não ter a companhia desejada  
E então o meu coração arrefece.
 
Tentar imaginar
Encontrar-me contigo
Ainda que na minha cabeça
Não será um encontro perdido.
 
No exterior, a retina não tem focagem
Na mente, já tenho companhia
No exterior, olhar através da parede
Na mente, era a ti que te via.
 
O coração aqueceu
Já não me sinto desamparado
Embora seja eu que te tenho na mente
Espero que em mim tenhas pensado.       
                                                          20.Abr.98 
                                  MárcioCosta
 
 
Navego na Caravela da minha paixão.
Navego na Caravela do desejo.
Embora que navegue em vão
És muito especial, e a única que em mim vejo.
 
A minha Caravela flutua na atmosfera.
Tão leve como o meu espírito de alma.
Tão somente envolvido num momento singular de Calma.
Tão somente envolvido pelo feitiço da Primavera.
 
Estado indefinível que se apodera.
Tento fugir do sentimento que me envolveu.
Mas é impossível resistir a  um pensamento
tão forte como o teu.
Porque só, e só o pensamento do teu rosto impera
 
Lá em baixo observo as árvores e as flores,
a Natureza no seu estado mais virgem.
Contemplo a sua beleza, e identifico-te com Ela.
Posteriormente vou terminando a minha viagem.
E começo por baixar a vela.
 
Deixo de navegar, fico na atmosfera parado.
Porque não quero regressar desta ilusão singular
em que me senti amado.
Nesta ilusão em que eu soube amar.
 
Acordo para a realidade
Vejo um mar de desejo e ilusões.
O meu mar foi a atmosfera.
A minha Caravela as minha emoções.
 
Mas essas são viagens constantes
para alguém tão desinteressante como eu.
Essas viagens são para amar o irreal.
Porque sinto que em relação a ti, 
eu não sou nada de real
até que tu me tomes nos braços e me tornes teu.
 
                                                        3.Abr.97
                                              MárcioCosta
Sinto-me:
Música: Mamonas Assassinas
Publicado por Lay Teixeira Lay às 12:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 23 de Março de 2007

Poemas

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

Com a tua cabeça pousada no meu colo
Partilhando o nosso calor
Falamos com honestidade
Falamos na “língua” do Amor.

Carinhosamente os meus dedos escorregam
 pelos teus cabelos finos e sedosos
Contemplo tua belíssima expressão
Em tua face, em teu sorriso,
em teus doces e ternos olhos.

Bombeadas com felicidade
Todas as veia e artérias em mim espalhadas
Acabo por flutuar nesta atmosfera
de singularidades entrelaçadas.

Sou tão feliz!
Transbordo de alegria
Por ter-mos conseguido tudo isto
E saber que muito mais teremos,
por toda a eternidade e mais um dia.

Dedico-me a ti
Empenho-me para nós os dois
Somos um só…  Um do outro,
agora e para todos os “outros depois”.

E agora, teus lábios falam honestidade!
Teus olhos cantam Amor e Paixão!
Teu sorriso traz-me felicidade.
... Por tudo isto só tu me completas
e preenches o meu coração.
                                       6.Mai.00
                                                                           Márcio Costa
 
Gente a passar
Os olhos a contorcer
Continuo a olhar.
Na esperança de te poder ver

Ansiedade acima de tudo
Concentração é vaga
Anseio pelo teu sorriso alegre.
 
O tempo passa, e nada!
Frustração total
Duro é realizar que mais uma vez
não te verei
Continuo a olhar
E apenas solidão encontrei
Aperto duro para tão frágil coração
Um desejo tão puro não se torna realidade
Real será apenas o sonho
Pena é, não te poder tocar de verdade.
                                 30.Out.97 
                                             MárcioCosta
Música: Sublime
Publicado por Lay Teixeira Lay às 23:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 17 de Março de 2007

SUNDOWN / LONGE DAQUI

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

 

Sentado na areia, ao fim do dia, tão cansado e impotente que mal   consigo pensar com coerência.   Coração quase tão frio como a areia, quase tão só como a primeira estrela que no céu aparece aquando do lusco-fusco.
Vontade de estar com alguém, mas necessariamente tenho de estar só, talvez por achar que tristeza de vez em quando é saudável, talvez por, mesmo que quisesse, não teria companhia.
Mas se considero a tristeza saudável, porque é que me sinto sufocado, com um enorme aperto no peito, que me deixa morto fisicamente, inerte, em fusão com a paisagem e com o momento que contemplo, embalado pela inconsciência!
Pôr-do-sol, imagem magnífica, singular que se repete dia a dia, após dia, mas especial e particular de todas as infinitas vezes.
Passividade que me dá uma facada na alma, no equilíbrio interior, descontrola-me, perco o domínio e o equilíbrio entre  a tristeza e o sofrimento, do sonho e a fantasia, tornando-me permeável, vulnerável a todo e qualquer sentimento.
Absorvido pela radiação de um sol moribundo, imagens ocorrem a minha mente, já não sei se estou consciente ou à deriva num sonho (embora que acordado).
À medida que o sol se vai afundando na linha do horizonte, a minha alma vai ficando cada vez mais vazia, o meu coração vai ficando cada vez mais afogado, na tristeza que me envolve.
Quero chorar, mas não posso, não consigo, nunca consigo, mas uma lágrima desce o meu rosto, nela se funde todo este aglomerado de sentimentos, a essência deste momento ímpar.
Cai na areia, é de imediato absorvida, juntando-se a tantas outras que também já o foram, tornando-se um insignificante grão de areia que habita no mundo desta praia de lamentações
O sol desaparece no horizonte e leva consigo todo o meu ser, todo o meu desejo, fantasia, deixando-me tão duro e inanimado como um rochedo, não, uma pequena rocha, já que esta é mais insignificante, e quebrado foi o momento do meu sonho.
“Acordo” deste transe, desta corda bamba de realidade e ilusão, onde pude pesar o pensamento e o sentimento, o desejo e o possível, a irreverência e a postura formal, a coerência e o divagar, em função de procurar uma definição do que vai por dentro.
Recordo a inconsciência, a minha inocência, a pura verdade, os meus sonhos e o meu desejo, que toma forma num teu eterno e envolvente beijo...
                                                                                                                                     13.Jun.97

                                                                             Márcio Costa

 

Sonho...
“Artifício” tão belo que possuímos
pelo qual me liberto do mundo exterior.
 
Através do qual a “vida” se torna tão simples,
através do qual, mesmo que acordado, encontro concretização,
jogando com os desejos e sentimentos mais profundos.
  
Libertação singular, indefinível, de diversa qualidade, ...
uma caixinha de surpresas.
 
Nos seus braços me sinto acolhido e aconchegado,
com o coração quente e calmo, sem sofrimento e dor.
Sem aquele sentimento abafado e de sufoco,
 que por vezes aperta tanto que nem sequer deixa chorar.
Mas no sonho …  na fantasia …   “no mundo da lua”,
nada de mau acontece, tudo de bom me envolve,
um “sitio” onde me posso exteriorizar
e descobrir sentimentos desconhecidos.
 
Assim, para sempre irei guardar
esta simples e saudável inércia,
 um sonho, este desejo que trago dentro de mim,
porque muito dificilmente se poderá materializar,
 mas mesmo assim tentarei esperar, já que o
Tempo foi um artifício criado pela Natureza,
 para que tudo não acontecesse simultaneamente”.
                                                                   3.Jun.97
                                 Márcio Costa

Música: one day I'll fly away-Nicole Kidman
Publicado por Lay Teixeira Lay às 23:30
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 15 de Março de 2007

PITADINHA DE CRIANÇA

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

Corpo adulto
Mas algures, lá dentro, se esconde um miúdo
Não tentes abafar a sua existência
Deixa sair esse conteúdo.
Cuida bem daquele que habita em ti
Não o deixes desvanecer
Sê adulto q.b.
Mas também sê puto a valer
Não há vergonha em ser um pouco menos maduro.
Deixa o puto correr
Recorda, revive a alegria
Jamais o deixes morrer
Uma postura inflexível
Um ar acinzentado
Não sejas assim tão duro
Senão para o divertimento ficas acabado
Pois então, sê saudável
Sê criança
Nem sempre, mas quando sentires que deves
Salta, pula e avança
Porque com as crianças se aprende
Com elas certas “portas” se nos abrem outra vez
Aprende com a tua
Abre essas “portas” mais uma vez ...
                                                                        21.Abr.98
                                                                           Márcio Costa

                                   ESTOU_TENTANDO_APRENDER.pps from FileFront!

Música: DAVE MATTHEWS BAND
TAGS:
Publicado por Lay Teixeira Lay às 22:42
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

EXTREMOS / LACK OF NOTION

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

Sobre os meus ombros
pesam a expectativa e a responsabilidade
a realização do meu “sonho”, sob o olhar dos “outros”
e em mim a Saturação e Interrogação são realidade.
**
Fugir!! Para que lado!?
E o que faria se pudesse!?
Estou inevitavelmente encurralado entre um futuro melhor, 
o orgulho dos “outros”,  a minha realidade,
o meu orgulho, o meu valor e esgota-se o Tempo.
** 
Perdido no labirinto da vida
Rodeado por paredes de sonho
No meu bolso, um bilhete de ida
para o comboio concretizador dos meus sonhos
Mas a pressão é tanta que não sei se chego
a ter o direito de sonhar.
 
Parcialmente exausto e coberto com uma manta
deito-me aconchegado, à espera que de tudo isto
 a realidade me venha tirar.
Inconsciente e a sonhar
Livre da responsabilidade e pressão vejo-me
a divagar nos sentimentos do meu coração.
                                                                                16.Fev.97
                                                MárcioCosta

 

 

 

 

 

To think I’m lost
To feel I’m hollow
Tell me I’m dreaming
Just want to wake up tomorrow.
 
Tell me I’m not lost as I think
Tell me I’m not hollow as I feel
‘Cause that’s the way the feeling
Goes and I question are you real?
Is time a healing friend
Is the cold wind whispering, the end
Did hours go by in vain
Help me understand.
 
Are my feelings colliding
Shuffling thoughts in my mind
And I wonder if I’m insane
As insane as I am blind.
 
Insane, can’t stop mixing the feelings
Insane, can’t stop mixing the thoughts
Blind, can’t see the light
Blind, the chance must be around,
but my heart is tied up in knots.
 
But as insane as I may be
I shall not kiss hope goodbye
Carry the feeling on
Until a breeze whispers in my soul,
release yourself and fly.
                                27.Dez.97
                               Márcio Costa
Sinto-me:
Música: Marillion : You're Gone
Publicado por Lay Teixeira Lay às 01:09
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 13 de Março de 2007

ENDLESS NAMELESS / PROFUNDA SAUDADE

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 
Quanto mais gente tenho à minha volta
mais estou sozinho, mais me vou enterrando,
Deixando-me absorver por um buraco
de solidão e tristeza.
 
O meu coração escureceu,
os meus olhos estão cada vez mais vazios,
perderam a vitalidade, a alegria,
em função da minha alma ter esvanecido
naquele momento, tornando-se quase que virtual.
 
Porque as janelas da esperança foram para sempre fechadas
e jamais se puderam reabrir.
Sentimento tão estático, tão circundante, constantemente
batendo-me na face, acordando-me sempre para as memórias
do passado, transportando um sentimento de nostalgia,
e que cada vez leva mais pedaços de felicidade e alegria
incrementados no meu espírito.
*
Tão triste, irremediavelmente e demasiado sentimental,
 é a maneira como me sinto.
Tentarei contrariar esta forte corrente que me arrasta,
mas a energia é tão reduzida que provavelmente
andarei à deriva, afogado nesta emoção,
até que talvez um dia se faça
luz no meu escuro recanto ....
                                                       12.Maio. 97
                                Márcio Costa

 

 

Tenho saudades de um toque especial
Tenho saudades de sentir de novo
Magia correndo em mim
Como um enorme rio, sem princípio nem fim.
 
Sinto a falta do calor de um abraço
Sinto falta desse paraíso
Eterno descanso momentâneo
que em mim coloque um sorriso.
 
Nostalgia que me invades
e em desejo me levas a recordar
Não sei se quero que acabes
Porque é bom saber que já soube voar.
 
Preciso de um amparo
Necessito de ser amado
Sinto-me demasiado sozinho
Para seguir todo “este” caminho.
De novo, anseio por um beijo
 
Tão profundo como o mar
Carregado de paixão, de desejo
para que me possa libertar.
 
Nostalgia que me tomas
sem que eu possa lutar
Por favor vai-te embora
Sinto-me a sufocar.
                                                           22.Mai.02
                                                           MárcioCosta
Publicado por Lay Teixeira Lay às 21:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

SAUDÁVEL SOLIDÃO / YOU

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

Estar sozinho
Às vezes uma necessária solidão
Estares contigo
Não precisas de razão.
 
Estar isolado
Às vezes uma necessidade
de não estar contigo
Eu e mais ninguém
Acredita que podes ser “um” teu amigo.
.
Um tempo para ti
Deixa o presente, e projecta-te
tanto no passado como no futuro
Pensa, reflecte, deseja
Consciencializa-te em tal momento puro.
 
Tempo para enriquecer
Lê, procura, abre “novas” portas
que te possam cativar
Altera, renova os teus gostos.
 
Como as inúmeras ondas do mar
Reserva para ti o tempo
Reserva para ti o espaço
Porque sempre que preciso
Acredita! É isso que faço.
                                                                 18.Mar.98
                                                                      Márcio Costa
 
 
  

 

 
Let me take a look  within
Let me step inside
Just be yourself
With nothing to hide
 *
After all this time
Fell I don’t really know you
All the words gone by
All we’ve been through
Much has been said
More is left to be.
 *
Maybe this is the way 
 Our friendship is suppose to be
Though, I will be to the end
As I’ve always been, a friend 
Time will go by, I might go away
                                    But the bond will forever, always stay….                            
                                                26 Jan.99
                                  MárcioCosta
                                                                                            
Música: Precious Child
Publicado por Lay Teixeira Lay às 12:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

A PORTA DO LADO

 A  PORTA  DO  LADO 

Numa entrevista dada pelo médico Dráuzio Varella, disse ele que a gente tem um nível de exigência absurdo em relação à vida, que queremos que absolutamente tudo dê certo, e que, às vezes, por aborrecimentos mínimos, somos capazes de passar um dia inteiro de cara amarrada.

 E aí ele deu um exemplo trivial, que acontece todos os dias na nossa vida.

 

É quando um vizinho estaciona o carro muito encostado ao seu na garagem  ou numa vaga de um  qualquer estacionamento

Em vez de simplesmente entrar pela outra porta, sair com o carro e tratar da sua vida, você bufa, pragueja, esperneia e estraga o que resta do seu dia.

 

Este exemplo de dois carros alinhados, impedindo a abertura da porta do motorista, é um bom exemplo do que torna a vida de algumas pessoas melhor, e de outras, pior.

 

Tem gente que tem a vida muito parecida com a dos seus amigos, mas não entende por que eles parecem ser tão mais felizes. Será que nada dá errado para eles?

 

Dá aos montes. Só que, para eles, entrar pela porta do lado, uma vez ou outra, não faz a menor diferença. O que não falta neste mundo é gente que se acha o último biscoito do pacote.

 

Que "audácia" contrariá-los! São aqueles que nunca ouviram falar em saídas de emergência:  fincam o pé, vestem a impaciência e partem para o desacato.

Alguém aí falou em complexo de perseguição? Justamente. O mundo versus eles.

Eu entro muito pela outra porta, e às vezes saio por ela também. É incomodo, tem um travão de mão no meio do caminho, mas é um problema solúvel.

E como esse, a maioria dos nossos problemas podem ser resolvidos assim, rapidinho.

Basta um telefonema, um e-mail, um pedido de desculpas e um pouco de paciência.

Vinte e quatro horas têm sido pouco para tudo o que eu tenho que fazer, então não vou perder ainda mais tempo ficando mal-humorado.

Se eu procurar, vou encontrar dezenas de situações irritantes e gente idem, pilhas de pessoas que vão atrasar o meu dia.

Então eu uso a "porta do lado" e vou tratar do que é importante de facto.

Eis a chave do mistério, a fórmula da felicidade, o elixir do bom humor, a razão porque parece que tão pouca coisa na vida dos outros dá errado

Pense nisso... E prepare-se para uma nova vida

Autor desconhecido

                                   

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Música: Chemical - No One
Publicado por Lay Teixeira Lay às 12:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 12 de Março de 2007

DESENCONTROS

 Desencontros

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket 
Quantas vezes você acreditou estar a um passo das realizações,
da felicidade de ver um sonho se
realizar e na hora "H",
tudo deu errado,
de maneira até inacreditável?

Quantas vezes você julgou estar diante
do amor da sua vida,
daquela pessoa especial que te faria
feliz para a eternidade,
e de repente, o que era doce, azeda,e vira passado em poucos dias...

Quantas vezes a mulher sonhadora
engravidou,
e antes do terceiro mês de gestação,
teve um aborto do nada,
derrubando sonhos,
aniquilando com as esperanças
e um mundo todo dela,
onde só restam enxovais
e lágrimas...

Quantas vezes na admissão
de uma empresa,
depois de muitas entrevistas você tem a certeza
de que vai ser chamado,e o tempo passa e nada,
você descobre que chamaram o outro.

São fases,
momentos que parecem castigos,
e a alma enfraquecida pode
se entregar a lamentação,
criando uma energia muito ruim,
desoladora mesmo.
Mas aqueles que não desistem,
aqueles que tem um sonho,
e lutam por ele,
vão tentando por todos os lados,
e mães engravidam aos 50,
 
 e operários viram Presidentes,
e contínuos viram diretores das empresas,e onde só se via mato,
hoje se vê um jardim,e ruas esburacadas são asfaltadas,
riachos viram rios e rios
deságuam no mar,
se agigantam...

Essas pessoas,
testadas no fogo das desilusões,
vencedoras pela persistência,
costumam levantar tijolos no ar,
plantam na areia ou no barro,
porque sabem que,
o impossível é apenas algo que
ainda não tomou forma,
mas que é tão palpável quanto
os seus desejos de vencer.

Vista-se dessa determinação,
não fique apenas na fé,
TENHA CERTEZA!
Se hoje não foi o seu dia,
amanhã será,
e o amanhã é apenas uma
virada de ponteiros,
no grande e poderoso
relógio do tempo,
tempo que é quase nada para quem
já chegou até aqui.

NÃO DESISTA DE LUTAR,

Vencer é apenas a conseqüência.

Eu acredito em você.
Publicado por Lay Teixeira Lay às 01:41
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 11 de Março de 2007

ANJOS

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket              Não sei...

                       se a vida é curta ou longa  demais para nós,


mas sei que nada do que vivemos
tem sentido, se não tocamos

o coração das pessoas. 


Muitas vezes basta ser:


colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que acaricia,
desejo que sacia,
amor que promove.

E isso não é coisa do outro mundo,
é o que dá sentido à vida.


É o que faz com que ela não
seja nem curta, nem longa demais,


mas que seja intensa, verdadeira, pura...

 enquanto durar....

Valorize não só a pessoa que esteja ao seu lado

Valorize o ser humano que o ajuda na caminhada

 

Valorize seus sentimentos

Valorize os amigos  que fazem parte da sua vida terrena

 

Lembre-se todos os dias dos Anjos que nos velam e ajudam  

Música: When the stars go blue
TAGS: ,
Publicado por Lay Teixeira Lay às 02:13
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

EBULIÇÃO / SILENCE

   

Uma raiva cresce
Uma pressão acumulada
A tua racionalidade desce
A tua paciência é nula
 
Algo aconteceu
Algo tu sentis-te, pensas-te
De dentro uma força procura sair
Apenas espera pelo ponto de ebulição que nunca seguras-te.
 
És um balão cheio
Quase desejando por um objecto agudo
Susceptível de à mais simples palavra
Quereres rebentar com tudo.
 
Quando necessário
Não receies fugir
Às vezes isolado
É a melhor maneira para descomprimir.
 
Se não chegar
Pois então grita
Grita, até as casas em volta ruírem
Descarregando tudo aquilo que te irrita.
 
Fá-lo com naturalidade
Não receies gritar
Tens todo o tempo, não há pressa
Esta descansado, que algures
no tempo terás de parar!!!
 
Êxodo do estado de espírito
Soltas-te a tua energia
Liberto da tensão
Goza agora a tua calmaria.
 
Não suspendas tais sentimentos
Quando estiveres zangado
Toma uma atitude
Verás que ficarás mais aliviado.      
                                                                    18.Mar.98  
                                        Márcio Costa
 
*********

   

Staring at the sky
Late, late at night
Moon’s shinning on the trees
Wind’s shaking all my thoughts,
making me give up the fight.
 
Fly over the blinding lights
I will touch a star
I will touch you
Though it might seem so far.
You’re stuck in my mind
I’m flying like Superman
Can’t feel the cold. Am I dead?
No, I’m just lying in bed.
 
Remember the things I have been
Recollect  feelings from my heart
Inhale immortality from this atmosphere
And you’re still tearing me apart.
 
To far
So deep
So high
Diving down from the clouds
Zero chance of ever turning back
In a minute my soul will crack.
This illusion, so naked, so real
Have felt the taste of your lips
and the scent of your skin
Oh, I’m feeling happy.
I’m feeling so happy now
I felt a hug
Was completely embraced
Oh, I felt love
And finally your eyes I faced.
Lying in bed
I just felt your arms around me
Flew so high, kissed you, a star
These are my feelings, no matter where you are…
                                                              
                                                                        17.Out.97
                                          Márcio Costa
Sinto-me:
Música: My Immortal
TAGS: ,
Publicado por Lay Teixeira Lay às 01:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 10 de Março de 2007

PREMONIÇÕES

 

   

Cinco segundos
      Contagem decrescente
      Queima-se um tempo
      Anseia-se um novo presente
*
      Melhores dias virão
     Votos de Paz e Amor
     Comum desejo do mortal
Que necessita de passividade e de calor.
*
Mais doze meses que já lá vêm
Doze já lá vão
Terei eu amadurecido?
Terão estes dias sido em vão?
*
Fiel à personalidade
Melhorar a postura
Conseguir amar
Sem sentir mais amargura.
*
Vou até aonde me deixarem
Positivo até ao limite
Humor até ao extremo da sanidade
E que nada o evite.
*
Continuarei a sonhar
A desejar sem atrito
Continuarei a voar
Voar sobre o tempo, tal como um mito.
*
Mas neste momento de silêncio e reflexão
Já o Destino escreve uma carta de 365 dias
Com o remetente da minha alma, entregue pela morte,
No momento em que na alma sentir as suas mãos frias.
                                                                                3.Jan.98
                                                             Márcio Costa
 

  

Breathe
Keep on breathing
You’re not alone.
 
Breathe
Help is coming
Soon the pain will be gone.
 
Hold on a little more
Help is on its way
You can make it
You’ll live to see another day.
 
I’m holding your hand
I won’t let you go
Can feel your tears
Nothing but grief and despair, I know.
 
Saw your life go by your eyes
Everything seemed to be lost
But you got a 2nd chance
So struggle at all cost.
 
Natures atrocities
Cruel and unfair
Praying for your soul
At day light you’re living a nightmare.
 
In the end
All you try to forget
Will have you remember
The day you and Death almost met.
                                                            20.Dez.99  
                                   Márcio Costa 

Sinto-me:
Música: Missing you - Jem
Publicado por Lay Teixeira Lay às 01:08
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 8 de Março de 2007

PRECE

 

 

    Prece

 

 

 

Digna-te, ó meu Deus, de acolher, benévolo, a prece que te dirijo pelo

Espírito MÁRCIO...

Faz-lhe entrever as claridades divinas e torna-lhe fácil o caminho

da felicidade eterna.

Permite que os bons Espíritos levem-lhe as minhas palavras

e o meu pensamento.

Tu, que tão amado me eras neste mundo, escuta a minha voz, que te chama

para oferecer-te testemunho do meu amor.

Permitiu Deus que te libertasses antes de mim e eu disso não me poderia

queixar sem egoísmo, porquanto fora querer-te sujeito ainda às penas

e sofrimentos desta vida.

Espero, pois, resignada, o momento de reunirmo-nos de novo no mundo

 mais venturoso no qual me precedeste.

Sei que é apenas temporária a nossa separação e que, por mais longa

 que me possa parecer, a sua duração nada é em face da ditosa

eternidade que Deus promete aos seus escolhidos.

Que a sua bondade preserve-me de fazer o que quer que retarde

esse desejado instante e me poupe assim à dor de te não encontrar,

ao sair do meu cativeiro terreno.

Oh! Quão doce e consoladora é a certeza de que não há entre

nós mais do que um véu material que te oculta às minhas vistas!

De que podes estar aqui, ao meu lado, a me ver e ouvir como outrora,

senão ainda melhor do que outrora; de que não me esqueces, do mesmo

modo que eu não te esqueço; de que os nossos pensamentos constantemente

se entre luzam e que o teu sempre me acompanhe e ampare.

Que a paz do Senhor seja contigo

 

                                           

Música: UM ANJO - KLB
TAGS:
Publicado por Lay Teixeira Lay às 22:24
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

DE MIM PARA NINGUÉM (sozinho)

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

De mim para ninguém

Vou escrevendo em linhas vazias dando forma

aos sentimentos que em mim vão surgindo

Transparecendo suas tristezas ou alegrias

 

De mim para ninguém, porque não espero ser ouvido

Porque me encontro sozinho e, tão só…Esquecido.

 

No universo do meu quarto o silêncio parece acolhedor

As sombras não tão escuras, apaziguada fica a minha dor

Com o peito cheio de ar gritos de minha boca sairão

Como ninguém os pode ouvir mudos os meus gritos ficarão.

 

Sufocante sensação no meu peito o escrever já não ajuda

A omitir a dor que tento descrever que para meu desalento,

 nunca mais muda.    Quero escapar!    

 Fugir de mim!   Quero-me esquecer!

 

Mas seria fácil demais se assim  fosse!

Fugir?      Ignorar?      Oprimir?

Os meus conflitos e auto conflitos evitar?!

Cobardia?!   Ou por vezes uma necessidade.

 

Nestas linhas procuro a resposta

Para esta pretensa “fuga” de personalidade

Mas de mim para ninguém eu vou “falando”

Sem uma palavra amiga por perto, vou-me auto motivando.

 

A resposta posso neste momento não a ter encontrado

Mas certamente a encontrarei em momento mais apropriado

Na companhia de ninguém para mim eu “falei”

E  tarde e a más horas a “mim” voltei 

                                                                          13/4/99

                                                                       Márcio Costa

 

                                                                           

                                       

Largas à imaginação.
Criatividade e devoção.
Altero a veracidade.
Atravesso o espelho da Realidade.
Momento belo e descontraído.
Ausência de tensão.
Pela alma nunca fui traído.
Já consigo equilibrar a minha razão.
*
Tomando nos braços os meus desejos,
nas veias felicidade e ensejo.
Sentimento de bem estar.
Quanta vontade tenho eu de te lá levar.
*
Mas não te posso levar contra a vontade.
Só tu é que podes decidir.
Pesa o teu desejo e a tua ansiedade.
Só tu é que sabes se queres ou não ir.
*
Vem comigo assistir a um pôr-do-sol.
Vem comigo correr na areia.
Porque tal único momento,
só depende do estado de espírito,
*
é só deixar a tua alma  ser levada pelo vento.
Porque tal singular emoção
não se pode encontrar na Razão...
                                                                                 22.Abr.97
                                                            Márcio Costa

                    

Música: Nirvana- Lithium
Publicado por Lay Teixeira Lay às 11:18
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 7 de Março de 2007

Oração da Serenidade

Oração da Serenidade

 

"Concedei-nos, Senhor, a serenidade necessária para aceitar as coisas

que não podemos modificar, coragem para modificar aquelas que podemos

e sabedoria para distinguir umas das outras."

 

"A Oração da Serenidade fala em “aceitar as coisas que não podemos modificar”.

 

A aceitação não deve ser confundida com a indiferença.

A indiferença deixa do distinguir entre as coisas que podem e as que não podem ser mudadas.

 A indiferença paralisa a iniciativa.

A aceitação liberta a iniciativa, aliviando-a das cargas impossíveis.

A aceitação é um acto do livre arbítrio, mas, para ser eficaz requer a coragem moral

 de se persistir apesar do problema imutável.

A aceitação liberta o aceitante, rompendo-lhe as cadeias da auto piedade.

Uma vez aceite o que não pode ser modificado,

a gente fica livre para empenhar-se em novas actividades."

 

Música: Missing You
Publicado por Lay Teixeira Lay às 01:27
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 6 de Março de 2007

INCONSCIENTE NECESSIDADE / SIMPLES

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

Será a esperança uma arma poderosa?
Que ajuda a suportar pesados valores
Ou será ela uma fraqueza impiedosa?
Que cega e conduz às mais variadas dores.
*
Levei um “murro no estômago”
 De qualquer maneira não posso culpar a Esperança
Porque depende da ocasião
Independentemente de nos alimentar a confiança.
*
Levantar-me-ei mais uma vez
Pelo rude golpe que levei
Mas continuarei a ter esperança
Como das outras vezes que me levantei.
*
Será ela boa ou má conselheira?
Traz felicidade ou apenas lamento?
Penso ser uma inconsciente necessidade
De levar ao extremo “o sentimento”.
*
Para evitar aquela sufocante sensação
Não me refugiarei no meu quarto
Sairei de casa e andarei a vaguear sem destino
Ao som de música agressiva, até ficar farto.
Irei assimilar o sentimento
Digerir o momento
Libertar-me do sufoco
Embora que seja muito, e o conforto seja pouco.
Mais uma vez baixei a guarda
Mais uma vez fui esmagado
Lá ando eu de pá e vassoura
A apanhar pedaço a pedaço, bocado a bocado
                                                                   7.Fev.98
                                                                     Márcio Costa
                                                                               

 

 

     
Levianamente sentado sobre a minha indiferença,
observo a passagem da Realidade.
À espera que algo aconteça.
Na esperança de ser levado desta esterilidade
*.
Na fantasia tento-me refugiar.
Mas a mente está tão bloqueada,
que nada posso fazer para a contrariar.
*
Perdido no meu olhar,
Vou-me materializando.
(A Realidade está a chegar)
Ao meu corpo vou voltando.
*
Retrocedo na minha mente, e encontro harmonia.
Porque tal singular momento que mais ninguém sente,
é-me particular e divino, onde toco, ninguém poderia.
*
Na Ilusão eu vivo.
No sonho eu me concretizo.
Preso na Realidade estou.
Agarrado ao Desejo eu vou.
                                                                              16.Abr.97     
                              Márcio Costa
                       
Publicado por Lay Teixeira Lay às 12:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 3 de Março de 2007

Contemplativo

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

 

Fora do normal.

Vitalidade nula.

Postura formal.

Olhar, no vazio deambula!

Barreira enorme a um sentimento de amizade.

Portas da mente fechadas para a criatividade.

Isolamento necessário do mundo em redor.

Sem paciência para suportar qualquer valor.

 

Tristeza tão intensa.

Face e olhos tão opacos.

Carência tão imensa!

 

Só de olhar para a tua expressão,

Só de contemplar a tua face,

Tanto me dói o coração...

Tanto, tanto...

 

                                    2.Jun.97

                           MárcioCosta

 

 

 

Myspace Layouts

Música: I AM YOUR ANGEL
Publicado por Lay Teixeira Lay às 02:39
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Até Já

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

 

Não serias feliz
se voltasses para o meu lado
Por mais que me custe admiti-lo
Talvez daqui a uns anos os nossos
corações se cruzem de novo.
Por mais que me custe dize-lo.
Não mais te quero ensombrar
Tens que voar, pertences ao céu
E por mais que o queira contrariar
Esse céu já não é o meu!
 
Não digo adeus
Apenas, até já!
Porque estejas onde estiveres,
quando precisares de mim
            Eu contigo estarei lá.             
                                                  21.Jan.02
                                  MarcioCosta

 

   

 

Sinto-me:
Música: SMELLS LIKE TEEN SPIRITS - NIRVANA
Publicado por Lay Teixeira Lay às 02:30
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


.Pesquisar neste blog

 

.ARQUIVOS

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.ARQUIVOS

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.TAGS

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds