Sexta-feira, 25 de Fevereiro de 2011

I MISS...I NEED...I WANT...I LOVE YOU !!!

 

Fica aberta a palma desta mão
que te envolve de amor e saudade.
Fica aberta a palma desta mão
num aceno para a eternidade.

 

 

 

 

 

I MISS...I NEED...I WANT...I LOVE YOU
I SEND MY LOVE...UNTIL WILL MEET AGAIN

 

 

Publicado por Lay Teixeira Lay às 21:42
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 24 de Fevereiro de 2011

SILENT TEAR...

Just close your eyes and you will see
All the memories that you have of me
Just sit and relax and you will find
I'm really still there inside your mind

 

Don't cry for me now I'm gone
For I am in the land of song
There is no pain, there is no fear
So dry away that silent tear

 

Don't think of me in the dark and cold
For here I am, no longer old
I'm in that place that's filled with love
Known to you all, as "up above"

 

Publicado por Lay Teixeira Lay às 23:32
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011

Essa Palavra....SAUDADE !!

A Saudade é uma mistura de sentimentos...
Uma grande soma de emoções...
Saudade é um turbilhão avassalador...
numa forma única e intensa,que nos esmaga o peito ...

Arranca-nos da Terra,faz-nos voar num rodopio semi-louco,
num torpor de agonia de quem não consegue suportar a
distancia,seja ela qual for...Esta palavra encerra tantos medos,
e ao mesmo tempo tantas esperanças...e dói!
Dói de dor amarga, como se nos tivessem arrancado
algo cá de dentro, que precisamos para continuar vivos...

Saudade...é o que sinto...porque não te sinto por perto...
Saudade que navega contigo através desse oceano que não conheço
e a quem peço sempre ...que te tragam de volta...
A saudade de ti existe ...porque tu existes em mim...
em cada poro da pele...em cada músculo meu...
em cada gota do meu sangue.

 

 

Publicado por Lay Teixeira Lay às 02:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011

YOUR LIGHT SHINES ON ME

You are the one thing that keeps me smiling.
That's why I'm always wishing hard for you.
Cause your light shines so bright
 I don't feel no solitude
You are my first star at night
I' d be lost in space without you

And I'd never lose my faith in you

How will I ever get to Heaven, if I do...

                

 

 

Publicado por Lay Teixeira Lay às 00:47
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 20 de Fevereiro de 2011

TUA CAMINHADA AINDA NÃO TERMINOU

Tua caminhada ainda não terminou....
A realidade acolhe-te dizendo que pela frente
o horizonte da vida necessita
das tuas palavras e do teu silêncio.

 

Se amanhã sentires saudades,
lembra-te da fantasia e
sonha com tua próxima vitória.
Vitória que todas as armas do mundo
jamais conseguirão obter,porque é uma vitória
que surge da paz e não do ressentimento.

 

É certo que irás encontrar situações
tempestuosas novamente,mas haverá de ver sempre
o lado bom da chuva que cai
e não a faceta do raio que destrói.

 

Atender a quem te chama é belo,
lutar por quem te rejeita
é quase chegar a perfeição.
A juventude precisa de sonhos
e se nutrir de lembranças,
assim como o leito dos rios
precisa da água que rola
e o coração necessita de afecto.

 

Não faças do amanhão sinônimo de nunca,
nem o ontem te seja o mesmo que nunca mais.
Teus passos ficaram.
Olhes para trás...mas vás em frente
pois há muitos que precisam
que chegues para poderem seguir-te.

 

Charles Chaplin

  

 

Publicado por Lay Teixeira Lay às 00:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 16 de Fevereiro de 2011

...

 

 

Publicado por Lay Teixeira Lay às 00:05
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011

TELL ME WHEN THIS PAIN WILL BE GONE...!!!

It´s time to turn the page, to take my heart
Take my dreams to another place..

 
The Sun will rise again as it
has done for thousands of years.
The sea will come to shoreas if nothing has changed.

The world will go on...my life will move on
But my heart right now is broken down...beyond words.
 

Lord, I ask you to guide me through these times..
I am trying hard to find answers to make sense of my loss...

Tell me how to move on with my life...
When all my heart wants to do, is to hold on to memories...

 

 

Tell me when this pain will be gone...
Is it when my love turns into a light of Hope??

 

It´s hard for me to say, that my faith in you, Lord
has never changed throughout this pain
I wondered many times why you had to take him

so soon, until I realized that you had other plans for him too!!

 

Tough the worl has moved on...My life is not the same
There´s an empty spot inside my heart for my dear son
Lord, I beg you to guide me through theses times.
I´m trying hard to find answers to make sense of my loss

 

 

Publicado por Lay Teixeira Lay às 23:23
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 13 de Fevereiro de 2011

NEVER ALONE

 

I feel you in the morning
When at first I awake
Your thought is with me
With each decision I make.

  

You'd been around forever
Since the first breath you took
Now I have to go on alone
But for love, I need not look.

 

Cause by what you bestowed
In our short time together
Will last in my heart
Forever and ever.

 

Although you've left
And now walk above
I'm never alone
I'm wrapped in your love

 

 

 

Publicado por Lay Teixeira Lay às 02:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2011

A VIDA É FEITA DE CAMINHOS.....!!!

A vida é feita de caminhos...
caminhos que levam, caminhos que trazem sonhos,

alegrias, tristezas, amores, esperanças.
De qualquer forma, nada vem ou vai sem caminho.
O caminho é parte integrante de nossas vidas.
Antes mesmo da concepção, já buscávamos percorrer caminhos.
Nossos primeiros passos foram treinados...
e aperfeiçoados para conquistar caminhos.
Alguns fazem bom proveito do caminho...
outros se perdem pelo caminho.
Uns tiveram tudo para caminhar...
Outros muitas dificuldades para chegar.
Um dia, deixaremos de ser parte do caminho...
E chegaremos ao ponto final.
Certamente fomos feitos para abrir caminhos,

romper barreiras, ultrapassar limites e vencer.
Deus, na sua infinita misericórdia, não nos abandonaria num deserto de incertezas.
Não nos deixaria à beira do caminho, condenando-nos a um fim sem propósitos.
Ele nos preparou um caminho que nos levará de volta para casa...
¨Eu Sou... O Caminho... A Verdade... e a Vida...¨

  

 

Publicado por Lay Teixeira Lay às 23:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 3 de Fevereiro de 2011

PERDA...SEM NOME !!!

Esta é uma perda avassaladora, origem na desunião e até na destruição do vínculo matrimonial, inclusive familiar.

Muitos especialistas têm discorrido sobre a perda, do ponto de vista psicológico; quanto às suas implicações, advindas da morte de um filho, estão longe de ser suficientemente tratadas. Imagino que isso se deva à angústia resultante de uma abordagem tão difícil, pois é de se esperar que os filhos sobrevivam naturalmente aos pais; no entanto, raramente se considera a possibilidade de acontecer o contrário.

Quando meu filho morreu, a minha vida foi de súbito destroçada, porque não “deveria ser assim”. Não posso aceitar ter sido mãe de um filho e de repente deixar de ser mãe desse filho.

A realidade dói tanto, e custa tal esforço aceitar esta realidade, que passei a resistir como posso, acreditando, por mais um lapso de tempo, que meu filho não morreu ainda, e passando a valer-me da negação, a fim de sentir que o meu filho continua com vida. A meu ver, em casos como este, a existência do filho fica inscrita para sempre na mente materna, pois se há de convir que um filho não seja uma pessoa a quem se conheça de imediato, como ao restante das outras: a um filho se reserva um espaço todo especial na mente e no coração, desde que os pais planejam a sua concepção e, a partir dela, toda a sua existência.

Eu planeava como deveria ser a vida do meu filho, o futuro, planeava o que fazer para que ele continuasse estudando, uma semana antes dele morreu eu e ele planejamos seu aniversario, a, mas nunca fui capaz de conceber como deveria ser seu funeral. Isto porque basicamente nós, seres humanos, enquanto vivemos deixamos a morte de fora. Para nós nem toda morte nos diz respeito, só se torna real quando acontece conosco, em nossas vidas, e o que mais assusta é que ela aparece sem pedir licença, irrompendo na vida da gente; mas a morte, que não queremos admitir, já estava presente e nos acompanha continuamente.

Há muita nostalgia nisso tudo, há uma mistura de sofrimento, amor e proveito. Sofre-se a ausência do que se foi, e se consola oferecendo a dor causada pela sua ausência. Continuar sofrendo é uma tentativa de manter vivo esse filho. Parece-me que, ainda que eu escrevesse um tratado completo sobre a experiência de se perder um filho, não seria suficiente para chegar a compreender o que estou vivendo; talvez as pessoas possam se aproximar da minha experiência, entender o que penso e como me afeta; mas quando falo da minha solidão e do meu vazio, continuo incompreensível para todos, porque solidão e vazio são palavras que cobrem precisamente essa falta. E essa ausência continuará a se fazer presente.

Na realidade, serve apenas para vislumbrarmos a essência humana e nos tornarmos conscientes de que, muitas vezes, se não estamos dispostos a encarar a morte, é porque o amor causa dor, e só quando se sofre é que se sente medo de perder a pessoa amada.

Quem vive a perda não volta a ser a pessoa que era antes, porque a morte altera valores e hábitos.

É importante falar da morte, mesmo ela deixando uma marca profunda na vida de quem fica', descobri que não existe, em nenhum idioma, uma palavra para definir a morte de um filho. 'É uma dor que não tem nome, algo que não se espera. '

Perder um filho subverte uma ordem cronológica e, por muito tempo, perguntei: 'Por que ele e não eu? Senti uma dor física, a garganta seca, um aperto em todo o corpo. É muito difícil lidar com essa realidade.

Por uns três meses, vivi digerindo a morte, tentando entender a razão da tragédia, a interrupção da vida dessa maneira.

A morte do meu filho mudou duas coisas em mim.

A primeira é que hoje penso que morrer não deve ser tão abominável, apesar de não ter nenhuma tranqüilidade para afirmar que um dia ainda vou encontrá-la. Ainda assim, a morte me parece menos terrível, ou melhor, algo bem possível, e talvez até esperado. Por outro lado, acho que tenho o compromisso de conduzir minha vida da melhor forma possível. Nossa função como pais é dar condições para que cada um de nossos filhos siga o seu próprio caminho. '

 

 

TESTEMUNHO ANÓNIMO DE UMA MÃE, QUE PODE SER QUALQUER MÃE QUE VIU "PARTIR" O SEU FILHO RUMO AO INFINITO !!

Publicado por Lay Teixeira Lay às 02:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 2 de Fevereiro de 2011

Visão d'um Pôr do Sol

 

 

 

Tenho vontade de me sentar no topo do mundo e “perder”

uma vida a contemplar o silêncio e suas manifestações,

na visão de um pôr-do-sol, lento, vagaroso, com tempo

para desperdiçar, embalado numa leve brisa, nem quente,

nem fria, chorar tudo, lavar a alma, para depois mergulhar

no oceano, deixando-me submergir de olhos virados para o céu,

observando a superfície a ir, até que me extinga tal como a

chama de uma vela, ensaiando o seu desfecho.

                                                        Márcio Filipe

                                                                      31 de Junho de 2000

Publicado por Lay Teixeira Lay às 01:04
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

OUVIR ESTRELAS...!!!!!

"Há quem me julgue perdida,porque ando a ouvir estrelas.
Só quem ama tem ouvido para ouvi-las e entende-las.."
E eu vos direi:  "Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido,
capaz de ouvir e de entender estrelas".

 

****

 

Quantas vezes, em sonho, as asas da saudade
Solto para onde estás, e fico de ti perto!
Como, depois do sonho, é triste a realidade!
Como tudo, sem ti, fica depois deserto! 

 

 

Publicado por Lay Teixeira Lay às 00:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


.Pesquisar neste blog

 

.ARQUIVOS

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.ARQUIVOS

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.TAGS

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds