Terça-feira, 13 de Outubro de 2009

SAUDADE DE UMA MÃE ÓRFÃ !!!

 

Saudade de uma mãe órfã, não deveria chamar-se saudade.
Saudade é apenas saudade...
Saudade da mãe órfã é muito mais do que saudade...

Homens que criaram as palavras, não geraram, acalentaram

e entregaram a Deus.
Não souberam encontrar uma palavra que descrevesse a saudade

de uma mãe órfã…Essa, não se chama saudade...eu sei!
Pois já senti outras saudades; daquela saudade descrita no dicionário.
Não...não é igual. Sequer se assemelha...

Também não é um stress físico, porque nenhuma rede num bosque

pode acalenta-la, nem mesmo um cruzeiro nas ilhas paradisíacas

do mundo a fora... Com certeza também não é um stress emocional,

porque não é passageiro.
Salvo se tratar-se de um stress crónico, e que se estenda até o reencontro.

Saudade de mãe órfã não se limita a ausência física.
Ainda que essa ausência machuque.
Ela vai mais longe… Muito mais !!
Não bastaria o toque para supri-la .
Ela se estenderia ate que o toque fosse pleno e perpétuo.
Ainda que um só toque fosse motivo de êxtase.

Saudade de mãe órfã deveria ter nome de um transtorno emocional.
Um transtorno único, singular...
Um transtorno tratado dolorosamente pelo tempo… e só o tempo.
Por outro lado, o tempo trata, mas provoca sérios e irreversíveis efeitos

colaterais,  como todo remédio.

O tempo também cura uma ferida e abre outra.
A ferida da saudade, que se renova dia a dia...ano após ano

E essa ferida nunca cicatriza...E inflama

A cada Natal… A cada Aniversário,

A cada Aniversário da Partida… A cada Dia das Mães...

 

TAGS: ,
Publicado por Lay Teixeira Lay às 00:52
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Pesquisar neste blog

 

.ARQUIVOS

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.ARQUIVOS

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.TAGS

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds